Exame de Mamografia, é seguro realizar o exame de rotina na pandemia?

O exame de mamografia é feito anualmente por milhares de mulheres, nesse post, detalhamos todas as informações para que seu exame de mamografia seja feito de forma segura com muita qualidade.

O que é o exame de mamografia de rotina?

 

Quando a Sociedade brasileira de mastologia indica?

Mulheres devem realizar a mamografia de rotina antes de tomar a vacina contra a Covid-19 ou quatro semanas após a segunda dose, segundo a orientação da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM).

Em casos em que a paciente não puder esperar o tempo recomendado para realizar o exame, deve informar ao radiologista e ao médico que a acompanha que recebeu a dose do imunizante.

A recomendação veio após o aumento dos relatos de gânglios linfáticos inchados e de aparência anormal na axila do mesmo lado onde as vacinas da Covid-19 foram administradas. Os gânglios linfáticos inchados sob o braço, também conhecidos como adenopatia axilar, não são um efeito colateral incomum de receber uma vacina. Eles são temporários e significam um bom sinal no que diz respeito à imunidade.

As recomendações visam alertar às pacientes para possíveis confusões entre uma reação comum da vacina e sintomas de câncer de mama.

exame de mama rotina
exame de mama rotina

Entenda melhor

Exame de Mamografia, quais os cuidados devo ter na realização?

  • Use máscara;
  • Fique em ambientes arejados
  •  
  •  

Uma das reações do corpo a qualquer imunizante é o aumento dos linfonodos na axila, que pode ser detectado em exames de mamografia e causar preocupação desnecessária às pacientes.

“Quando a pessoa recebe uma vacina, faz uma reação local no braço, como dor e inchaço, e regional nos linfonodos, que vão aumentar de volume. Se a mulher fizer a mamografia logo após ser vacinada, o linfonodo aumentado vai aparecer na mamografia e o radiologista vai ter que relatar isso no laudo. A orientação, neste caso, é repetir o exame em curto período”

Explicou Vilmar Marques, presidente da SBM, EM em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo (Estadão).

“Essa é uma ocorrência normal, que significa que o seu corpo está construindo uma resposta imunológica para combater o vírus. O inchaço pode ser um sinal de que o corpo está produzindo anticorpos em resposta à vacina, conforme o pretendido”

Explicou também a chefe da divisão de exames de imagem da mama do UH Cleveland Medical Center, Holly Marshall, em entrevista ao portal da University Hospitals.
Gostou desse Post, acesse nossa página e fique por dentro das principais noticias – LINK

 

Compartilhar:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Categorias de Artigos

Artigos em destaque

Veja também

Atendimento

Curitiba

Segunda à sexta-feira das 7h às 22h Sábado das 7h às 19h *domingos e feriados das 8h às 12h

Londrina

Segunda à sexta-feira das 6h40 às 21h Sábado das 6h40 às 14h Domingo das 8h às 12h

Apucarana

Segunda à sexta-feira das 6h40 às 19h Sábado das 7h às 12h